Publicado por: Daniel Bardan | 19/05/2011

Encontro com a Palavra

A figura do escritor foi, e ainda é para muitos leitores, algo inat­ingível e talvez mís­tico. Para aprox­imar os escritores dos leitores, e de­sen­volver o gosto pela leitura dos que, ainda, não tem este cos­tume, a Ed­i­tora Valer, em parceria com a Livraria Saraiva Mega­S­tore, re­al­izam o pro­jeto En­contro com a Palavra. O evento terá duas edições men­sais, na se­gunda quarta-feira do mês, às 19h30, e o outro, no ter­ceiro sábado do mês, às 16h, sempre com um escritor difer­ente lançando uma obra e con­ver­sando com o público pre­sente na Livraria Saraiva Mega­S­tore do Manauara Shop­ping, si­tuada na Av. Mário Ypi­ranga Mon­teiro (antiga Re­cife), 1300 – Adri­anópolis. O primeiro escritor a par­tic­ipar do En­contro com a Palavra será o pro­fessor Ze­maria Pinto, no dia 11 de maio, às 19h30. Na ocasião será lançada a se­gunda edição do livro O Texto Nu – Teoria da Lit­er­atura: gê­nese, con­ceitos, apli­cação.  O autor con­ver­sará com o público pre­sente sobre o con­teúdo de seu livro. O se­gundo En­contro com a Palavra acon­te­cerá no sábado, dia 21 de maio, às 16h, com a pre­sença da escritora Leyla Leong, lançando o livro Duas Histórias da Noite.

Se­gundo a escritora Lygia Fa­gundes Telles: “Há escritores que não se im­portam e fazem até um ar de de­sprezo em re­lação ao leitor. Para mim o leitor é o meu cúm­plice. Pre­ciso dele e acho que posso ajudá-lo através da palavra. É através desse en­contro com o próximo que me de­s­cubro comigo mesma”.

Para a escritora Ana Peixoto, uma das par­tic­i­pantes do pro­jeto, a ini­cia­tiva é uma opor­tu­nidade de apren­dizado para escritor e leitor. “Já fui con­vi­dada várias vezes para dar palestras a es­tu­dantes em escolas e sei bem da reação e da re­cep­tivi­dade deles. Eu pre­firo dizer que fui con­versar com os es­tu­dantes do que palestrar”. Ana Peixoto dedica-se a lit­er­atura in­fanto-ju­venil, com muitas obras já lançadas neste gênero. “Aos novos leitores, como as cri­anças que são nat­u­ral­mente cu­riosas, sedentas de con­hec­i­mento e ex­per­iência, ficar cara a cara com um escritor, con­hecer ele e a obra dele é um acon­tec­i­mento no mínimo sin­gular. É claro que se ela tiver lido algum texto, algum livro do autor que lhe for ap­re­sen­tando, o in­ter­esse pode ser maior. De­sco­brir que o escritor é al­guém igual a ela, uma pessoa comum que tem o dom da palavra, pode ajudar a cri­ança e perceber que ela é capaz de ser o que ela quiser”. Com­pleta a escritora.

Outro escritor que também par­tic­i­pará do En­contro com a Palavra será Wilson Nogueira, que co­menta: “Em um en­contro como este as pes­soas querem saber sobre tudo: o pro­cesso de cri­ação, a edição, a pub­li­cação, a venda e o re­sul­tado disso tudo, o im­pacto tanto no leitor como no autor. Quando as per­guntas ter­minam, pedem autó­grafos, mostram sua própria pro­dução, pedem dicas”.

Fonte: http://www.blogdafloresta.com

Publicado por: Daniel Bardan | 21/01/2011

Eu ainda não disse tudo

O poeta Renato Augusto Farias de Carvalho irá lançar o livro “Eu ainda não disse tudo”, d. O evento acontecerá no dia 29 de janeiro de 2011 (sábado), às 10h, na Livraria Valer, situada na Av. Ramos Ferreira, 1195, Centro de Manaus.

“O título de seu novo livro é emblemático e revelador desse diálogo com o que é essencial em si mesmo: Eu ainda não disse tudo. A verdade é que os poemas que compõem a obra resultam desse esforço do “eu lírico” em desvelar a “dor que desatina sem doer”, causada pelos espinhos que latejam na alma. O poema “Rimas vacilantes” é um cantar evocativo dessa nostalgia e dessa inquietude que aflige-lhe o ser: ‘Meu cavalo de tristes madrugadas/ adornam-lhe as feias penas/ a disfarçar dores e chicotadas./ Destino aflito, combalido, sedento de nadas’”.

“Renato Farias é um viajante das águas da memória e, por isso, navega os muitos rios de sua ‘meninice baré/ molhado de um sol ardente/ feito pimenta-murupi’. Rios que convergem para o grande estuário da planície onde nasceu: ‘Aqui me navego por inteiro/ num imenso Amazonas de saudade’. O “eu lírico” sabe da inconstância da humana condição, tem consciência que existir é cumprir a travessia e que o ciclo da vida se cumpre inapelavelmente: e um dia a noite chegará e cobrirá seus olhos de cinzas. O poema “Poucos minutos depois da morte” é epifânico nesse sentido: ‘Terei o sopro de minha mãe/ isso será augúrio, murmúrio/ minueto encantado para um novo tempo’. Como nada é fim, ‘haverá camélia e angélicas/ no meu rico amanhecer’. Em Renato Farias a poesia é um ato de redenção. Também de salvação”.

O autor é irmão do poeta Carlos Farias de Carvalho, que integrou o Clube da Madrugada, Renato nasceu em Manaus, onde viveu parte da sua juventude. Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde formou-se em Letras e construiu sua carreira literária. O escritor vive em Niterói há mais de 30 anos. “Sua poesia é tecida com as lâminas do tempo, da memória, das vivências e das viagens. A infância é uma referência em sua obra, concebida como um porto para onde sempre volta. É lá, envolvidos pelas dobras do tempo, que estão os enigmas que nos revelam e nos explicam. Não é no futuro que nos encontramos – é no passado que estamos: onde são tecidos os fios com que se fazem as malhas do presente e do porvir. O escritor francês Marcel Proust expressou esse fato da condição humana com rara beleza e sensibilidade: “Os verdadeiros paraísos são os paraísos que se perderam”. O fato é que, ao voltarmos à estação primeira da existência, já não reencontramos as coisas como eram, mas a atmosfera e o sentido que as fundaram”.

Publicado por: Daniel Bardan | 14/12/2010

Promoção de Final de ano da Valer

Um acordo inédito com editoras nacionais trará para o feirão de Natal  da Livraria Valer os best-sellers brasileiros. O tradicional evento  acontece  de 18 a 22 de dezembro. São 50 mil exemplares e 16 mil títulos. Todos com descontos que variam de 50% a 90% de desconto.

São 50 mil exemplares e 16 mil títulos. Todos com descontos que variam de 50% a 90% de desconto. O evento tradicional acontece  de 18 a 22 de dezembro e a loja fica aberta das 8h às 18h.

“Com essa parceria teremos as obras mais lidas no Brasil, livros que estão no topo da lista  dos mais vendidos das principais revistas do País”, afirma  Isaac Maciel, editor da Valer. Isaac adianta ainda que  o feirão trará novidades na área jurídica e de saúde. “Livros clássicos da literatura brasileira  também estarão à disposição com  edição 2010”, ressalta.
Paralelo

Durante os cinco dias de evento, acontecerá uma programação paralela com lançamentos e sessões de autógrafos. “Autores da editora como Wilson Nogueira, Leila  Leong, Ana Peixoto, Claudia Lobo e  Jimi  Aislam estarão presentes”.

O escritor e também coordenador editorial da Valer avisa que uma importante coleção infanto-juvenil será lançada.  “A coleção é toda escrita por   autores amazonenses com histórias  ambientadas na   realidade regional dos  mitos e  lendas. Estes livros, que normalmente custariam R$ 20, serão vendidos a R$ 7. A intenção é dar oportunidade aos pais de presentear seus filhos com literatura, para que as crianças  adquiram o gosto pela leitura”. A expectativa de Tenório é por mais uma edição de sucesso. “O feirão já se tornou tradição. É uma oportunidade para presentear e renovar o acervo”, encerra.

Publicado por: Daniel Bardan | 29/10/2010

Virada Cultural

A “Virada Cultural” realizada pela Fundação Municipal de Cultura e Artes, ManausCult, promoverá mais de 100 apresentações simultâneas em vários pontos da cidade nos dias 13 e 14 de novembro. O evento objetiva difundir a Cultura e a Arte, formar platéia e, ainda, promover a inclusão definitiva do evento no calendário turístico e cultural da cidade.

O evento acontece há cinco anos em São Paulo e terá sua primeira edição na Região Norte, em Manaus. A programação terá início às 18h no dia 13/11 e encerramento às 19h do dia 14/11, sem intervalos. Serão 194 apresentações de artistas de Manaus, nas áreas da música, teatro, cinema, dança, circo, exposições fotográficas e artes plásticas, que proporcionarão entretenimento e lazer para todos os gostos, em espaços seguros, aos moradores de todos os bairros da cidade.

No dia 13/11, o palco do bairro Jorge Teixeira (Zona Leste) receberá o Grupo Molejo; as bandas Raimundos e Doubleyou comparecerão ao palco da Estrada do Turismo; Fernanda Porto e Luciana Melo animarão o palco da Praça de Alimentação do Cj. Eldorado (Zona Centro-Sul); e a banda Tihuana se apresentará no palco da Praça da Saudade.

No dia 14/11, as bandas Cupim na Mesa e Calcinha Preta, se apresentarão no palco do bairro Jorge Teixeira (Zona Leste); Toni Garrido se apresentará no palco da Estrada do Turismo; Simoninha, no palco da Praça de Alimentação do Cj. Eldorado (Zona Centro-Sul); Gente da Mesma Floresta e Bossa Cucanova estarão no palco da Praça da Saudade (Centro); e, no palco do Parque Ponte dos Bilhares, a atriz Denise Stoklos apresentará a peça teatral “Mary Stuart”.

As gênero atrações foram escolhidas conforme a preferência dos públicos dos espaços onde os acontecerão os eventos, como segue:

  • Palco Praça da Saudade – bolero, chorinho, brega, salsa, reggae, hip hop, performance de circo e performance individual de teatro.
  • Palco Praça do Eldorado – rock, jazz, mpb, instrumental, samba, boi-bumbá, tenda com feira de livros e tenda com tatuadores.
  • Palcos (1 e 2) Parque Ponte dos Bilhares – dança, teatro, cinema, cartunistas, artes plásticas e exposição fotográfica.
  • Palco Avenida do Turismo – Geo Space – sertanejo, axé, pagode, forró universitário.
  • Palco Jorge Teixeira – salsa, sertanejo, axé, forró universitário.

A estrutura organizacional envolverá a participação de 220 profissionais, sendo 120 na pré-produção, 79 durante a realização dos eventos e 30 no pós-produção; além de banheiros químicos, tendas de atendimento ao público, iluminação, camarotes, painel de led, telão de projeção, segurança privada, gerador de energia e camarins.

Publicado por: Daniel Bardan | 25/10/2010

Poesia e poetas

O lançamento do livro “Poesia e poetas do Parnasianismo, Simbolismo, Pré-Modernismo” e da palestra “A Poesia Parnaso-Simbolista”, organizado pelos professores Marcos Frederico Krüger e Tenório Telles, acontecerá dia 29 de outubro, às 17h, na Livraria Saraiva MegaStore do Manauara Shopping.

Marcos Frederico e Tenório Telles

Poesia e poetas do Parnasianismo, Simbolismo e Pré-Modernismo apresenta uma reunião de poemas de autores de três importantes momentos da Literatura Brasileira, em que cada um é explicado por estudos introdutórios, onde são apresentados: o contexto histórico em que surgiram, as principais características, os autores e as obras mais expressivas, além de uma pequena reunião de poemas dos escritores selecionados.

Poesia e poetas do Parnasianismo, Simbolismo e Pré-Modernismo apresenta uma reunião de poemas de autores de três importantes momentos da Literatura Brasileira, em que cada um é explicado por estudos introdutórios, onde são apresentados: o contexto histórico em que surgiram, as principais características, os autores e as obras mais expressivas, além de uma pequena reunião de poemas dos escritores selecionados.

O livro foi concebido com o objetivo de despertar, nos leitores, o interesse e o prazer da descoberta de alguns dos mais destacados poetas da nossa literatura. Estudá-lo é uma oportunidade de conhecimento das nossas letras. A leitura da poesia de Olavo Bilac, Raimundo Correia, Alberto de Oliveira, Cruz e Souza, Augusto dos Anjos, entre outros, será uma experiência enriquecedora e transformadora, em especial pela beleza e conteúdo humano da obra desses poetas.

A pretenção é que, a partir do contato com estes textos, o leitor sinta-se estimulado a aprofundar seus conhecimentos e buscar outras obras desses poetas e de outros das diversas escolas da literatura nacional. Percorrer as páginas desta antologia é uma oportunidade de encontrar com a palavra encantada de alguns dos mais expressivos poetas de nossas letras.

Poesia e poetas do Parnasianismo, Simbolismo e Pré-Modernismo é a terceira antologia organizada por Marcos Frederico Krüger e Tenório Telles. As primeiras foram Poesia e Poetas do Amazonas (2006) e Antologia do Conto do Amazonas (2009).

Evento: Palestra e lançamento de livro

Título da palestra: A poesia parnaso-simbolista

Título do livro: Poesia e poetas do Parnasianismo, Simbolismo, Pré-Modernismo

Páginas: 248

Palestrantes e organizadores do livro: Marcos Frederico Krüger e Tenório Telles

Editora: Valer

Data: 29 de outubro de 2010 (sexta-feira)

Horário: 17h

Local: Livraria Saraiva MegaStore do Manauara Shopping

Endereço: Av. Mário Ypiranga Monteiro (antiga Recife), 1300 – Adrianópolis

Contatos: 3635-1245 (Editora Valer) / Marcos Frederico: 9995-1120; Tenório Telles: 8124-6478

Publicado por: Daniel Bardan | 25/10/2010

PONTE TEATRAL

O curso “PONTE TEATRAL – A CONSTRUÇÃO DO ESPETÁCULO” terá início dia 08 de novembro, estendendo-se até o fim de janeiro de 2011, nas segundas, quartas e sextas, das 18 às 21 horas, o instrutor será o diretor teatral Chico Cardoso. Os interessados podem fazer suas inscrições gratuitamente no Centro de Artes da Universidade do Amazonas – CAUA, na Rua Monsenhor Coutinho s/n, Centro.

O curso é promovido pelo Ponto de Cultura Origem e o Centro de Artes da UFAM (CAUA) que tem como objetivo levar a iniciação de jovens para o teatro, a partir do conhecimento técnico das várias etapas da montagem de um espetáculo.

O diretor Chico Cardoso tem 35 espetáculos encenados, desde 1980. Premiado nacionalmente por sua dramaturgia e linguagem, ministrou várias oficinas de formação teatral e contribui com as companhias e grupos de teatro do Amazonas em diversas funções da montagem.

As inscrições podem ser concedidas no horário comercial no CAUA. Fone – 3305-5150/33055154. Estarão disponíveis 40 vagas para jovens a partir de 16 anos.

Publicado por: Daniel Bardan | 22/09/2010

Caco Barcellos na Rota 66 e Abusado

O jornalista televisivo Caco Barcellos autografará os livros “Rota 66” e “Abusado – O dono do morro Santa Marta”, na Saraiva MegaStore, Manauara Shopping, nesta sexta feira (24) a partir das 15h.

Ele está em Manaus para ministrar duas palestras motivacionais no Teatro La Salle, em duas sessões, às 19h e 21h. Entre os assuntos abordados na palestra estão a Gestão de grupos de jornalismo investigativo, no qual o repórter vai falar sobre o comando do programa “Profissão repórter” e “Produção de reportagens sobre temas sociais associados à violência, ética e cidadania”.

Caco que se especializou em investigações policiais e reportagens sobre crimes, nasceu na periferia de Porto Alegre, onde desde menino testemunhou a brutalidade policial que ainda domina alguns setores da corporação. Foi taxista e teve outras profisssões antes de se tornar repórter. Atualmente, trabalha para a Rede Globo e foi correspondente da emissora em Paris.

O livro Rota 66 ganhou o Prêmio Jabuti em 1993. A obra trata sobre um esquadrão de morte formado dentro dos quartéis da polícia militar de São Paulo.  Seu terceiro livro, “Abusado – O dono do morro Dona Marta”, é um relato do tráfico nos morros cariocas, de como “nascem” os traficantes e do relacionamento entre eles e a comunidade.

Caco também é o autor do livro “Nicarágua: a revolução dos meninos” (sua primeira obra editorial), sobre o movimento sandinista que tirou o país das garras da ditadura de Somoza.

Caco Barcellos é apresentador do Profissão Repórter, programa que vai ao ar semanalmente pela Rede Globo.

Fonte: Portal Amazônia.

Publicado por: Daniel Bardan | 20/09/2010

Clam – Formas em Poemas

O Clube Literário do Amazonas – Clam realiza, dia 30 de setembro, o recital e exposição Formas em Poemas. O evento tem início às 19h, no Espaço Cultural da Livraria Valer, situado na Avenida Ramos Ferreira, 1195 – Centro. A entrada é franca.

O sarau e exposição Formas em Poemas, contará com a participação de 10 poetisas locais que terão seus poemas ilustrados pela artista plástica Magdaluce Ribeiro. O primeiro momento do evento será o sarau onde as 10 poetisas estarão apresentado seus poemas. Em seguida será a exposição dos quadros ilustrados. Além da participação de poetas do Clam, haverá a participação da cantora e compositora Ketlen Nascimento que além de ter a música SEGREDOS fazendo parte da exposição fará a parte musical do evento.

Informações sobre a artista plástica

Magdaluce Ribeiro cursou artes plásticas com o artista plástico Anísio Mello em 1985. Sua primeira exposição coletiva ocorreu em 1988 com O Grupo POROROCA na Casa do Artista. Seu estilo é baseado na arte visionária.

O Clube Literário da Amazonas – CLAM comemora em 2010 oito anos de atividades relacionadas ao livro e a leitura, tais como: recitais de poemas (os saraus), palestras, concursos de poesias, periódicos… E tudo que se relacione com a proposta de promover a literatura que se produz no Amazonas. Dessa forma, dia 30 de setembro acontecerá mais uma edição da Quinta-Smithiana, intitulada Formas em Poemas, título que também dá nome a exposição de poesias e desenhos que ficará durante um mês no Espaço Cultural Valer.

A Quinta-Smithiana é um sarau que o Clam realiza sempre na última quinta-feira de cada mês com início às 19h, no Espaço Cultural da Livraria Valer com entrada é franca.

O Clam nasceu dentro da linha de continuidade da literatura amazonense, fruto de um trabalho feito na Quarta Literária, realizada pela Livraria Valer, que de certa maneira revelou jovens poetas que assegurarão o futuro da literatura produzida no Amazonas. Hoje o Clam se caracteriza juntamente por seus recitais. Como todo grupo de jovens artistas em formação, tem suas dificuldades naturais. Mas ao longo de oito anos conquistou seu espaço nos eventos culturais de nossa cidade.

Fonte: Clube Literário do Amazonas – Clam

Publicado por: Daniel Bardan | 16/09/2010

“Nossa luta diária”, um livro de Marcelo Ramos

Nossa luta diária, de Marcelo Ramos será lançado no Fran’s CaféRua João Valério, 551 – Vieiralves no dia 17 de setembro, às 19h30. A Obra é um livro de crônicas com sabor de vida, em que cada texto é expressivo de um embate ou da defesa que o autor faz de posições e pontos de vista. A obra é um testemunho vívido das suas lutas e posicionamentos.

A leitura dos textos deixa claro que Marcelo Ramos segue fiel às suas posições políticas e que não se afastou das causas e princípios que sempre defendeu. Os textos de seu livro são ilustrativos desses compromissos.

A trajetória do cronista e militante político Marcelo Ramos é expressiva dessa luta e comprometimento com a mudança e com a liberdade. As crônicas de sua obra traduzem sua resistência e, ao mesmo tempo, testemunham seu combate cotidiano para se manter vivo subjetivamente, mantendo pontos de vista e fazendo de sua ação política um gesto de compromisso com as causas sociais e os valores em que acredita e defende.

As crônicas de Marcelo Ramos dialogam com a realidade e o dia a dia das pessoas, ao mesmo tempo em que atestam a sua luta em defesa dos interesses da sociedade e a afirmação de seus ideais.

Fonte: Editora Valer

Publicado por: Daniel Bardan | 14/09/2010

2º Colóquio Internacional Poéticas e Imaginário

O 2º Colóquio Internacional Poéticas e Imaginário acontecerá nos dias 15 e 17 de setembro na Reitoria da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), o evento é realizado pela Cátedra Amazonense de Estudos Literários cujo tema será “Literatura, Interface e Fronteira”.

O Colóquio conta com o apoio da Universidade de São Paulo e a Università degli Studi di Bologna (UniBo – Itália) como co organizadores além dos recursos da Fapeam e da Fundação de Amaparo a Pesquisas do Estado de São Paulo (Fapesp).

Entre os palestrantes destacam Roberto Vecchi da Università degli Studi di Bologna, Ana Luíza Amaral – Universidade do Porto (UP – Portugal). A programação conta com minicursos e café Literário.

O evento ainda conta com lançamento dos livros “Literatura, Interfaces e Fronteiras”, organizado pela professora Juciane Cavalheiro; “O Amazonas deságua no Tejo”, organização de Otávio Rios, resumindo os 15 textos das palestras e conferências do ano passado.

Programação:

15/09/2010

9h: Abertura

9h30: Conferencia de Abertura – “A memória da poética como patrimônio do sofrimento” de Roberto Vecchi da Università degli Studi di Bologna (UniBioItália). Mesa: Juciane Cavalheiro (UEA).

10h45:  Mesa Plenária – “Literatura, Linguística e Semiótica”.

14h15 às 14h45: – “Literatura, Mitodologia, Psicanálise”.

16h às 17h30: Mesa Plenária – “Literatura, Retórica e Música”.

18h30 às 22h: Comunicações temáticas e sessões coordenadas.

__________________________________________________

16/09/2010

8h às 12h: Minicursos I

14h às 18h: Minicursos II

16h às 18h: Exibição do documentário “O Rio São Francisco e o imaginário fantástico”.

18h30 às 22: Comunicações temáticas e seções coordenadas.

______________________________________________

17/09/2010

8h30 às 10h: Mesa Plenária – “Literatura, Sociedade e Cultura”.

10h15 às 11h45: Mesa Plenária – “Literatura Mexicana, Portugusa e Africana”.

14h às 15h30: Mesa Plenária – “Literatura, Histórias e Memorias”.

15h45 às 17h30: Café literário com Ana Luísa Amaral (escritora Portuguesa).

16h45 às 17h30: Espaço Cultural.

17h30 às 19h: Exposição de Banners

17h30 às 19h: Lançamento de Livros e Revistas.

20h às 21h30: Conferência de encerramento: “Do sublime precário: tempos/ poemas/ corpo(s)/ vida(s)”. Com Ana Luísa Amaral (Universidade do Porto).

Fonte: Jornal “A Crítica”.

Older Posts »

Categorias